Escola Sobrenatural RPG
Olá Convidado!! Seja bem vindo a Escola Sobrenatural RPG! Está pronto para se tornar um Sobrenatural? Ter Super poderes? Animais de estimação lendários? Combater ou se juntar ao mal? Então veio ao local certo! Registre-se ou faça seu Login e venha compartilhar essa aventura conosco! Nossa Equipe Staff: Teresa Guardflyer, ♦ Giovanni Flars™ ∞, Gabriel David, PacMaan, Mauricio Lightfade.


Poderes, animais mitológicos, Lutas... Isso é a Escola Sobrenatural
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Notrevis precisa de membros para seu exército; Caso queira participar, contate-o, ou a algum diretor.
Divulguem o fórum ao máximo de pessoas possível para que possamos crescer e tornar um fórum melhor para todos nós!
Vote em nós no Top 30 para que o fórum fique mais popular! Clique na imagem do Widget na lateral da página e votem!
Vote em nós no TOP 30!
Top30 Brasil - Vote neste site!
Top30, os melhores da Internet.
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Minha merda de tentativa de reescrever a fanfic Escola Sobrenatural
Seg Out 13, 2014 1:48 pm por Mauricio Lightfade

» Sugestão
Dom Mar 03, 2013 8:39 am por Mauricio Lightfade

» Crie sua ficha de inscrição
Seg Out 15, 2012 8:18 pm por vinichec

» Apresentações
Seg Out 15, 2012 8:03 pm por vinichec

» Despedidas
Dom Out 14, 2012 1:21 am por Giovanni Dragneel

» Teste de Nikky
Qua Out 10, 2012 8:28 pm por Nikky

» Missões da East-Wolf
Qua Out 10, 2012 8:25 pm por Nikky

» Reviver o forum ou não
Dom Set 30, 2012 7:03 pm por Mauricio Lightfade

» Area Flood
Sex Set 28, 2012 7:49 pm por reaper

Top dos mais postadores
Giovanni Dragneel
 
Teresa Guardflyer
 
Gabriel David
 
Mauricio Lightfade
 
reaper
 
Nightmare
 
Daniel [Riiu]
 
Thristen Behemoth
 
André Santos
 
Lupus Wild
 

Compartilhe | 
 

 poderes do reaper

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: poderes do reaper   Sab Mar 10, 2012 1:06 pm

Aqui sera onde eu descubrirei meus poderes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Maio 05, 2012 11:45 am

Legenda
Eu
Espirito do vento

Eu estava cansado de ser servo mas mesmo assim ia continuar. Enquanto pensava em um jeito de ganhar de Thristen penso em tentar dominar um elemento. Eu sabia que minha familia era uma familia de controladores de varios elementos e tambem sabia que os elementos mais poderosos dela era as trevas e o fogo. Eu queria controlar mais um elemento por isso vou até as cordilheira dos andes procurar um espirito do vento que estivesse disposto a me dar seu poder.
Andando pela cordilheira acho uma caverna. Entro nela mas, acabo me perdendo num labirinto de tuneis. Alguns minutos depois encontro um tipo de templo. Quando entro nele uma ventania muito forte que se transforma num furacão aparece na minha frente. Ela começa a tomar forma de um homem até que ela fala:
-Oque você quer neste lugar sagrado?
-Estou procurando um espirito do vento e acredito que você seja um.
-Quem sabe?
É claro que você é um
Pois é, né?
-Você vai me dar seu poder?
-Deveria?
-SIM
-Então vou te testar.
-Uma luta?
-Sim e não.
-Como assim?
-Eu vou controlar uma armadura pra te atacar. Se você conseguir despedaçar ela antes de ser despedaçado eu te dou um pouco do meu poder.
-Assim tão facil?
-Eu vou controlar o vento pra te atrapalhar. Se você continuar vivo até la você ganha meu poder.
-Então vai logo que eu to com pressa.
Ele controla o ar dentro de uma armadura e faz ela vir me atacar. Na hora que eu vou defender com a foice uma rajada de vento me atinge nas costas me jogando contra a espada. Eu consigo me defender no ultimo segundo e jogo uma bola de fogo. Ele faz o ar direcionar a bola de fogo contra mim e me acerta no peito. Eu caio mas me levanto num pulo. Quando fico em pé uma rajada de vento me acerta atras do joelho fazendo-me cair. Quando eu caio a armadura tenta me golpear com a espada mas eu rolo para o lodo e ataco com a foice. A foice só fez um arranhão e a armadura tenta me atacar novamente. Eu coloco a foice na frente e defendo mas varias rajadas de vento açoitam minha mão e na foice fazendo a foice voar longe. Eu rolo para o lado e pego a outra foice e uso-a como gancho e puxo a espada da armadura. O vento pega um machado na parede e a armadura pega o machado. Eu olho para o espirito do vento e falo enquanto me defendia dos ataques continuos:
-Pega mais leve!
Ele em vez de diminuir os ataques aumentou com continuas rajadas de vento que me atrapalhavam na hora de atacar ou de defender. Os ataques continuavam no mesmo ritmo mas, eu não estava mais aguentando de tanto cansaço. Ele ataca novamente puxando com o vento uma lança. Eu vejo uma brecha no ataque e desvio e em seguida, uso o Caixão Infernal que esmaga a armadura inteira. O ar que estava dentro da armadura explode fazendo esta virar pedaços de metal retorcido. O espirito do vento se levanta e bate palmas. Eu me viro para olhar ele de frente. Quando estava de frente com ele, ele joga uma pequena esfera que eu pego. Quando toco nela ela desaparece e eu pergunto:
-Oque era isso?
-Era um pouco do meu poder. Quando ele tocou em você foi absorvido e agora você pode controlar um pouco o vento.
-Valeu então. Agora eu estou indo.
Ele desaparece. Eu voltei para o labirinto de tuneis mas, não sabia para que lado devia ir. Então, tento controlar o ar para ele mostrar uma corrente de ar. Alguns segundos depois consigo fazer uma corrente de vento aumentar e me mostrar da onde estava vindo. Depois de andar varios minutos encontro a saida. Vou para um aeroporto e voo até o caribe. Em seguida volto para o castelo para treinar meu novo poder.


Off: Só pra lembrar eu desisti da batalha pq n tem juiz e pq eu kero aprende poder de controla vento logo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gabriel David
Faggot


Mensagens : 136
Data de inscrição : 30/01/2012
Idade : 16
Localização : Na sala de comando

Cartão Do Estudante
Seu nível:
1/1000  (1/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Maio 05, 2012 12:05 pm

Poder Acc
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://escolasobrenatural.forumeiros.com
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Maio 05, 2012 10:38 pm

Legenda

Eu
Espirito da luz
My Darkside

Eu estava treinando tranquilamente quando, alguma coisa aconteceu comigo. Meus olhos começaram a ver vermelho e um chiado irritante não parava. Eu começo a cair mas, parecia que eu estava sonhando. Logo pousei em um local totalmente escuro. Imgens apareceram no ar parecendo eu me movimentando. Logo alguma coisa apareceu. Era igual a mim mas, era todo preto como a escuridão. Ele sorri e logo me vejo novamente no mundo real mas, algo estava estranho. Meu corpo estava cansado e minha visão embaçada. Comecei a andar em direção da ala e, nesse meio tempo, por alguns instantes me via novamente na escuridão total com alguem igual a mim sorrindo. Antes de chegar na camara eu caio.
Eu me vejo novamente num local escuro e a mesma coisa estava sorrindo. Eu pergunto para ele:
-Quem é você?
-Eu sou as trevas-Falou ele com uma voz dupla que ecoou no lugar inteiro.
-Desde quando as trevas tem conciencia?
-Você vai descobrir.
Logo me levanto me sentindo um pouco melhor mas, sentia as trevas dentro de mim parecendo que estava me possuindo. Ando parecendo um bebado até o dormitorio e caio no sono. Quando acordo me levanto tão bem que tinha esquecido do dia anterior. Vou para um barco e navego. Algumas horas depois sinto como se as trevas estivessem voltando. Eu caio e tudo fica escuro. Quando acordo me vejo sentado numa cadeira no barco e ancorado numa ilha provavelmente deserta. Eu começo a explora-la mas novamente caio. As trevas estavam querendo tomar o controle do meu corpo. Comecei a resistir e vou explorar a ilha. Logo subo uma montanha e acho um templo. Entro nele e vejo varias estatuas de anjos. Logo vejo algo feito de luz tomando forma. Aquele era um espirito da luz. Ando até ele e penso: "Se eu equilibrar as trevas e a luz as trevas não conseguiram mais pegar meu corpo então, tenho que convence-lo a me dar o poder"
Ando até ele e falo:
-Ei espirito da luz! Você pode me dar um pouco de seu poder?
Ele me olha e fala:
-Por que deveria?
-Porque as trevas esta tomando meu corpo e preciso da luz pra equilibrar as forças.
-Isso é problema seu.
-Mas se as trevas me dominarem elas vão fazer coisas muito ruins.
-Pouco me importo.
Olho espantado para o espirito da luz achando que ele era como justiceiros que so pensam no bem das pessoas. Eu penso: "Se ele não vai me ajudar por bem vai por mal"
-Se eu liberar as trevas agora elas vão te derrotar e ai, eu pego o controle de volta e roubo um pouco de seu poder.
-Você não conseguira fazer isso.
-Eu não vou te derrotar. As trevas irão.
Paro de resistir e as trevas tomam meu corpo. Meus olhos ficaram vermelhos e uma aura vermelha sangue saia de mim. As trevas agora controlavam meu corpo e elas disseram:
-Então ele desistiu do prorpio corpo. HAHAHAHA. Que tolo.

Pov Trevas

O espirito olha para mim e uma espada de luz aparece em sua mão. Ele tenta cortar meu corpo mas, desvio e ataco. Ele defende e ataca novamente. Eu defendo e controlo as trevas que atacam o espirito. Ele defende e joga um raio de luz que queima meu corpo mas, nenhuma queimadura era visivel apenas uma fumaça saia que era, provavelmente, as trevas. Grito com a voz dupla e começo uma sequencia de ataques. Ele defende todos e me corta. Eu mal sinto e ataco acertando seu ombro. Ele joga outro raio de luz mas, desvio e acerto sua perna. Voltamos a trocar golpes mas nunca nos atingiamos. Faiscas voavam mas, ele parecia mais cansado que eu. Ele grita:
-Ja chega!!!!
Ele solta um raio de luz que me acerta na mão e me prende. Ele joga varios outros raios que prendem meus pés e mãos. Ele materializa uma cruz com uma ponta para fincar no chão mas, ele finca em meu peito. Não saia sangue mas sabia que ele atravessou meu peito. Um simbolo ficou marcado em volta do local atingido e apareço na mente do dono do corpo.

Pov Trevas End

Eu estava novamente no local totalmente escuro e sabia que as trevas estava lutando contra o espirito da luz com meu corpo. Logo as trevas aparecem novamente e um ponto de luz aparece no meio de toda a escuridão. Essa luz parecia ondas que afastavam a escuridão. Eu corro até elas e vejo que era o poder da luz e penso: "Esse lugar é a minha mente e o poder agora esta se mostrando nela." Eu pego a esfera de luz que explode e se transforma numa espada de luz. Eu olho para as trevas que cria uma espada de trevas e ela fala:
-Quam vencer essa batalha significa que vai ter mais força para controlar esse corpo.
-É oque parece.
Ataco ele mas ele defende. Ele tenta me golpear no ombro mas me defendo. Quando defendo ele me chuta no peito e caio. Ele pula e tenta me perfurar. Eu rolo para o lado e corto seu calcanhar. Ele chuta meu rosto e cria uma rajada de trevas. Eu sou cortado pela rajada mas devolvo com uma rajada de luz que faz um corte em seu olho. Ele corre até mim e tenta um ataque mas, desvio indo para tras dele e acerto suas costas. Ele ruge de dor e se vira rapidamente golpeando o ar mas, ele me acerta de raspão. Eu dou um soco e em seguida um chute. Ele defende o soco mas é atingido pelo chute mas isto não tinha feito nada nele e ele me chuta no estomago. Eu perco meu ar e ele aproveita e tenta me decepar. Eu deixo meu corpo cair para que não fosse morto. Eu rolo para o lado e com a espada corto sua perna. Em seguida chuto no local cortado e faço um corte em seu ombro. Ele se ajoelha mas ataca com a espada que faz um corte em meu peito. Eu chuto seu rosto e depois corto seu braço. Sem um braço ele pega a espada com a outra mão e consegue me cortar na barriga. Eu ataco sua mão mas ele defende. Ele ataca novamente mas desvio. Eu acerto seu outro ombro e ele ruge. Eu chuto sua cara e ele cai. Piso em seus cortes e finalizo estocando seu coração. As trevas desaparecem mas eu sabia que elas estavam em algum lugar da minha mente esperando recuperar as forças.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Teresa Guardflyer
Faggot
avatar

Mensagens : 270
Data de inscrição : 30/01/2012
Idade : 16
Localização : Na sala comunal West-Wolf

Cartão Do Estudante
Seu nível:
529/1000  (529/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Dom Maio 06, 2012 1:56 pm

Beleza! O texto ta bem legal, mas o poder seria "Lado sombrio"? me responda no chat.

*Ass:

Clikem aê em meus Dragões:
[Somente administradores podem ver esta imagem] Shadow, Male, Air. [Somente administradores podem ver esta imagem] Byron, Male, Fire
[Somente administradores podem ver esta imagem] Tetis, Female, Water [Somente administradores podem ver esta imagem] Ryder, Male, Air
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sex Maio 11, 2012 8:41 pm

Legenda

Eu
Dragão de raio
Caçador de recompensas Gustavo

Eu estava sendo perseguido por um cara desde o começo do dia. Tinha corrido tanto que passamos por todos os lugares da floresta. Ele não cansava mas só me perseguia, não fazia mais nada. Cansado de correr me viro e jogo uma bola de fogo para espanta-lo mas, um mini furacão apaga ela. De repente ele assobia e varios homems saem de tras das arvores. Eles jogam bombas mas, eu controlo o ar e faço uma barreira de vento e quando elas explodem a barreira afasta o fogo. O que estava me perseguindo fez um movimento e fui lançado metros para tras e logo percebo que tinha um grande buraco perto da onde eu tinha caido. Ele bate o pé no chão e um bloco de terra levanta e me empurra pro buraco. O buraco parecia que não tinha fundo mas, logo caio numa "parede" muito gelada. A "parede" era somente agua que, tinha me acertado com muita força que parecia uma parede. Eu começo a nadar até a margem e crio fogo que roda em volta de mim e me seca. Eu fico com uma bola de fogo na mão e vejo que era um grande salão e nele havia uma estatua de um dragão oriental segurando varios raios. Eu me aproximo e vejo uma tabua e quando toco nela ela brilha e, o dragão ganha vida e fala:
-Quem ousa me acordar?
-Opa!-Digo eu. Eu sabia que dragões como estes eram dragões poderosos. Ele me olha com interesse e fala:
-Foi você que me acordou.
Foi.-Afirmo. O dragão me pergunta:
-Oque você quer?
-Nada. Só te acordei sem querer mas, ja que perguntou... eu quero dinheiro e poder :yao:
-Somente um.
-Eu tava zuando. Ja que você ta cheio de raios ai me da poder de controla raio.
-Certo.
No mesmo momento o meu perseguidor cai no lago. Ele sai e olha para o dragão maravilhado. Eu olho para o dragão e falo:
-Me da o poder logo e desaparece porque esse cara ai ta com cara de quem vai te pedi milhões de coisas.
Ele joga um raio em mim mass, meu corpo absorve o raio e o dragão desaparece. O homem olha para mim como se eu fosse o culpado porque o dragão tinha desaparecido e lança uma bola de vento. Eu mudo a direção do ataque e ele acerta a parede. Eu pergunto:
-Porque ta bravinho? Só falei pra ele vaza antes que você enchesse o saco dele.
-Vai se dana seu servo idiota.
-Posso ser idiota mas você é mais. Não percebeu que eu tenho controle sobre tantos elementos que eu poderia acabar com você rapidinho?
Ele bate o pé no chão e espinhos de terra que se transformam em pedra e tenta me acertar. Eu pulo para tras e uso o Deslize no Ar e vou "surfando" até ele e dou um soco em seu rosto. Ele devolve mas eu deslizo para o lado e desvio. Ele faz varias estacas de pedra se formar em cima de mim e cair. Eu desvio e uso o Sopro da Morte. Ele pula para longe mas acaba sugando o ar venenoso. Ele começa a tossir enlouquecidamente então, aproveito que ele não podia reagir e uso o Agua da Morte e a agua queima sua carne. Ele grita por causa que a agua envenenada fazia a carne arder mas ele sai do manto de agua e me acerta um soco. Eu acabo caindo e ele lança varias estacas de pedra. Eu estendo minha mão e um raio sai dela e destroi as estacas. Eu acabo me lembrando que o dragão tinha me dado o poder então, jogo um raio em sua direção e ele, surpreso é atingido no rosto e a parte esquerda de sua face fica queimada e desfigurada. Ele joga varias estacas de pedra mas eu pego mihas foices presas nas costas e corto as estacas. Ele grita:
-Grande Rocha
E um pedaço da parede da caverna sai em minha direção mas eu consigo me defender. A rocha não quebrava e eu fiquei preso entre ela e outra parede. Ele aproveita que eu não podia defender e sai duas mãos de pedra da parede e começam a me enforcar. Então eu tiro uma das foices que estavam me ajudando a parar a grande rocha e corto as mãos de pedra que me enforcavam. A pedra estava ganhando mas, para que ele perdesse o controle da rocha jogo um raio de luz que o cega e o desconcentra. A pedra cai e eu fico livre. Eu vou até o homem e corto um dos seus braços. Em seguida começo a socar seu peito e carrego meus punhos com eletricidade e dou um choque que vai direto em seu coração. Ele é jogado para longe mas se levanta e mãos de pedra saem do chão e pegam meus pés. Em seguida ele vem com uma mão de pedra que me acerta no peito e em seguida no rosto. Ele começa uma sequencia de socos e punhos de pedra saiam do chão e me acertavam na barriga. Então eu faço novamente o Sopro da Morte e ele acaba respirando todo o ar venenoso. Ele cai no chão tossindo e tremendo. Eu quebro as mãos de pedra que me seguravam e com as duas foices faço um corte em forma de X em seu peito e bem no meio do X era onde estava o coração. Eu o perfuro e ele morre. Eu vou até o lago e faço a agua me subir e vou embora. Quando olho para tras vejo um brilho saindo do buraco mas nem me preocupo e vou embora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Teresa Guardflyer
Faggot
avatar

Mensagens : 270
Data de inscrição : 30/01/2012
Idade : 16
Localização : Na sala comunal West-Wolf

Cartão Do Estudante
Seu nível:
529/1000  (529/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sex Maio 11, 2012 9:49 pm

*Palmas* Texto bem legal, mas tens um único erro (que eu tenha visto) Tras é escrito Trás. Bem, poder add

*Ass:

Clikem aê em meus Dragões:
[Somente administradores podem ver esta imagem] Shadow, Male, Air. [Somente administradores podem ver esta imagem] Byron, Male, Fire
[Somente administradores podem ver esta imagem] Tetis, Female, Water [Somente administradores podem ver esta imagem] Ryder, Male, Air
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Dom Maio 13, 2012 11:01 pm

Legenda
Eu
Golem
Ricardo ChaosMaster
Labirt
Narrador da batalha da arena
Pessoa que inscreve os competidores

Eu estava na Africa para treinar nas tribos. Enquanto andava pela savana vejo uma caverna e muito barulho vindo de dentro dela. Curioso entro na caverna. Ela descia muito e quando chego no final vejo um local parecido com uma arena. Uma plateia de sobrenaturais, alguns servos e mercenarios, tribais e urbanos todos torcendo para algum guerreiro na arena. Num grande trono tinha um golem de 4 metros de altura. Começo a me aproximar quando um tribal pergunta:
-Esta aqui para lutar ou para assistir?
-Acho que vou assistir.
-Então, por favor, va por este corredor e suba nas escadas. Você podera se sentar em qualquer lugar e toda comida que você quiser estara la.
Eu vou para o corredor e agradeço. Me sento na plateia e o narrador anuncia os lutadores:
-Na direita o homem macaco: Yeknom. E na esquerda o guerreiro da tribo do leste: Labirt.
Me sento interessado na luta e olho atentamente para eles. O narrador começa a narrar:
-Labirt começa atacando com sua lança mas Yeknom desvia e acerta um soco no rosto do adversario. Labirt pula para trás e joga um bumerangue. Yeknom para o bumerangue e da um grito de guerra dos macacos. Labirt usa novamente a lança com um grito de guerra.
Paro de olhar e desço até o local de inscrição e pergunto:
-Eu posso me inscrever?
-Agora não pode mais mas, amanhã você pode.
-Oh... então ta. Amanhã eu volto.
Volto para a superficie e acho um bom local para dormir. No dia seguinte volto para a caverna e vou até as inscrições. Chego no homem que anota os inscritos e falo:
-Quero me inscrever.-Ele me da um papel e fala:
-Apenas assine aqui e não nos responsabilizamos se você morrer.
-Eu não vou morrer mas, no final do dia vai ter uma pilha de mortos para ser varrido.
Ele da de ombros e me coloca entre os inscritos e me mostra o corredor que vai até onde os lutadores ficam até a vez deles. Olho uma tabela e vejo um nome em especial: Ricardo ChaosMaster. Meu primo. Vejo ele de relance indo para a arena e vejo num grande telão ele entrando na arena. O narrador anuncia os nomes dos competidores:
-No canto direito: Ricardo ChaosMaster. No canto esquerdo: Yeknom
Eles mal esperam o narrador anunciar seus nomes e ja se atacam. O narrador atrapalhado apressa a fala e começa a narrar atrasado:
-ChaosMaster começa uma sequencia com uma lança vermelha. Yeknom mal consegue se defender e é perfurado varias vezes. ChaosMaster esta impiedoso e golpeia sem dó o homem macaco. Finalmente Yeknom consegue escapar dos ataques intensos de ChaosMaster e d...-Um grito vindo do homem macaco não deixa que o narrador fale e todos gritam por causa do som agonizante. Ricardo fica de joelhos porque ele estava mais perto do grito. Yeknom chuta ele e ele é jogado contra a parede. O narrador se recupera e volta a narrar:
-Meu deus do céu. ChaosMaster é atingido em cheio e é lançado contra a parede. Os golpes de Yeknom são muito poderosos sera que ele vai se levantar.
Ele se levanta e grita pro adversario e para o narrador:
-Não me subestime seus idiotas!
Yeknom volta a gritar mas, desta vez, ChaosMaster aguenta firme e materializa uma bazuca e atira. O tiro acerta a boca do homem macaco e a explosão estoura todos seus dentes e este cai no chão inconsiente. O narrador fala:
-Um golpe direto na boca. Ninguem aguentaria isso.
Eu penso: "Eu conheço uns par de gente que aguentaria esse tiro e mais."
O narrador anuncia a vitoria de Ricardo e logo meu nome aparece na tela como proximo lutador. Vou para a arena e no meio do corredor vejo Ricardo ChaosMaster e falo:
-Te vejo nas finais.
Ele faz um sim com a cabeça e eu vou para a arena. O narrador vai anunciar os nomes mas eu ja ataco e ele atrapalhado começa a narrar:
-Sem esperar Reaper ataca Labirt com suas foices. Labirt defende com o escudo e tenta estocar a barriga de Reaper com a lança mas Reaper desvia. Reaper começa uma sequencia com as foices e corta a ponta co escudo mas Labirt não recua e ataca com a lança. As armas se encontram e uma chuva de faiscas explode no ar. Meus deus. Oque esta acontecendo? As foices de Reaper pegaram fogo! Labirt esta surpreso e não percebe que Reaper ja esta com a foice em sua garganta e vai mata-lo!!!
O guerreiro percebe oque estava acontecendo e desvia por um fio. Ele balança a cabeça e pergunta:
-Mas que bruxaria é esta?
-Achei que você era um sobrenatural. Acho que me enganei mas, varios sobrenaturais tem controle sobre o fogo... Ahhh! Ja sei. Vocês da tribo só tem super força.
Ele não responde e ataca. O narrador volta a narrar:
-Ele escapa por pouco e ja esta atacando. Reaper desvia facilmente e corta o escudo de Labirt na metade. Labirt joga o resto do escudo e joga a lança contra Reaper mas este defende. Labirt retira uma espada e uma pistola e começa a atirar. Reaper, nem um pouco surpreso faz alguma coisa. Não acredito!!! Ele desviou a bala com a mente!-Eu olho desapontado para o narrador e falo:
-Eu controlei o vento pra desviar a bala seu idiota!
O narrador fica surpreso mas volta a narrar:
-Reaper é muito poderoso. Será que Labirt o vencera?
Labirt cospe no chão e grita:
-Não vou ser derrota por esse cara! Os deuses irão me ajudar!
Como se os deuses tivessem ouvido ele o ar em volta dele ficou estranho e poeira e pequenas pedras começaram a flutuar. Uma aura esverdeada apareceu em volta dele e quando ele deu impulso para chegar perto de mim ele apareceu quase que imediatamente ao meu lado. Surpreso olho para ele mas, ele tambem estava surpreso. A plateia fica de boca aberta e o narrador grita:
-INCRIVELLLLL!!!! Como se os deuses tivessem dado poder para ele! Agora Reaper pula para o lado evitando que ele o ataque. Labirt esta distraido e agora Reaper o ataca. Labirt não é acertado! Ele virou um borrão e foi até o outro lado da arena! Reaper olha para tras mas é atrpelado por Labirt!
Eu me levanto rapidamente e grito pro narrador:
-Eu ja sei seu idiota! Não precisa me falar oque eu ja sei!
-Reaper esta ficando irritado. Agora o jogo mudou, ele esta perdendo.
Ficando cansado do narrador crio uma bola de fogo e jogo onde ele esta. Ele desvia e me olha com medo. Agora que o microfone estava quebrado ele não me irritaria mais. Labirt corria em volta da arena mas para eu igualar em velocidade uso o Deslize no Ar e "surfo" até a parede da arena e quando Labirt passa trocamos golpes. Ele para de correr e pega a espada novamente. Eu pego minhas foices e olhamos um para o outro para ver quem iria atacar novamente. Ele corre até mim ms eu desvio do golpe e acerto um chute em sua barriga. Em seguida chuto o lado da cabeça dele e uso o rasengan que acerta seu peito. Ele é lançado na parede e eu "surfo" até ele e faço um corte em forma de X em seu peito. Ele revida com um soco com a super força e com a super velocidade ele faz uma sequencia de golpes. Eu uso a foice como gancho e tiro a espada de sua mão. Ele me olha com raiva e fala:
-Você não tem vergonha de atacar um inimigo desarmado?
-Nem um pouco mas, se você acha mais justo vou deixar minhas foices de lado e te derrotar corpo a corpo.
-É justo.
Sem esperar ele usa a super velocidade mas, eu diminuo a velocidade com uma rajada de vento e acerto um soco e falo com um sorriso:
-Eu não disse que eu não usaria meus poderes sobrenaturais.
-Maldito!
-Agora vou acabar com isso de uma vez por todas. SOPRO DA MORTE
Sem saber oque era ele respira toda a fumaça venenosa e começa a lentamente cair no chão tossindo. Em seguida uso o rasengan de fogo nele e ele cai inconsiente.
Logo o narrador grita gaguejando:
-O...o...o venced...o vencedor é Reaper!
Volto para o grande salão e todos estão comendo. As batalhas continuaram (não vou falar todas se não ia enche a pagina) e eu e Ricardo ChaosMaster chegamos nas finais. Ambos entramos na arena e o narrador fica com um escudo. Quando ele vai falar os nomes nós dois jogamos uma bola de fogo e falamos em unisono:
-Cala boca narrador idiota.
Olhamos um para o outro e o grande Golem que parecia apenas uma estatua se levanta e fala:
*palmas*-Meus parabéns! Vocês chegaram nas finais. Essas lutas foram muito interessantes mas, a de vocês parece que vai ser a melhor sendo assim, darei o poder de controlar a terra para vocês dois para a batalha ficar mais interessante.-Ricardo o interrompe e fala:
-Não preciso disso. Posso acabar com ele sozinho.-Mas, eu respondo para o golem:
-Ja que é assim eu aceito com todo prazer.
Ricardo me olha e fala:
-Idiota.
-Oque você falou?
-Idiota. I-D-I-O-T-A!
Eu jogo bolas de fogo nele mas ele joga bolas de raio que se atingem e explodem. O golem ri e um raio verde me acerta e ele fala:
-Fui eu que dei mais poder para Labirt.
-Maldito
-Se você não quer o poder eu retiro ele.
-É claro que eu quero. Valeu tio.
Eu começo controlando a terra debaixo de Ricardo e faço ela virar espinhos de pedra. Ele quebra os espinhos e lança um raio mas, para a surpresa dele eu lanço um raio e os dois se atingem. Ele sorri e diz:
-Sabia que agora eu sou o lider da familia ChaosMaster?
-Impossivel. O lider nunca vai ser você.-Ele materializa uma espada e fala:
-E puracaso essa não é a espada que é dada a cada lider da familia? E alem do mais o velhote morreu dias atras. Agora eu recebi o poder herdado pelos lideres da familia.
Eu olho para ele surpreso e um raio roxo sai de sua mão. Eu desvio e o raio cria um buraco no chão. Ele lança varias bolas de energia feita do mesmo raio que ele tinha lançado. Eu sabia que só os lideres dos ChaosMaster e os melhores guerreiros da familia tinham esse poder então, agora sabia que ele, realmente era, o lider dos ChaosMaster. As bolas de energia caotica acertam o chão e criam pequenas fendas. Eu faço a terra virar pedra e eu crio duas paredes que se juntam com Ricardo no meio. Quando elas se chocaram elas se quebraram e reestos de energia caotica ficaram nelas. Ele jogou as pedras em mim e estas viraram pó antes de me acertar. Eu sabia que agora eu nunca alcançaria a força dele num dia então, comecei a correr e xingar. O grande Golem ri e quando Ricardo começa a correr ele fala:
-Deixe ele para que, quando ele volte, ele esteja com a mesma força que você. Por hora deixe ele ficar mais forte para vocês lutarem de igual para igual.
Enquanto isso eu escapo dele e penso: "Aquele maldito! Um dia vou enfrentar ele cara a cara mas, por enquanto tenho que recupera minhas energias e ficar mais forte. Até la, me espere primo!


Off: a ideia dos nomes do macaco e do tribal foi o mauricio q deu
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Dragneel
Faggot


Mensagens : 302
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 19

Cartão Do Estudante
Seu nível:
786/1000  (786/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Seg Maio 14, 2012 10:57 am

¬¬ Covarde molenga safado arregão dos inferno! Como é que foge de uma luta assim? Eu vi o Yeknom = Monkey e Labirt = Tribal no chat. O texto tá bem legal e com grande conteúdo, e um conserto: Puracaso não, por acaso. E "fazer sim com a cabeça" pode ser trocado por "assentir." Poder adc.

*Ass:

Completei todos os dragõoes Õ/ Cliica aê embaixo em cada um, pra upar o lvl "="

[Somente administradores podem ver esta imagem] Pyrus, Lucia & Eastern Dragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Chaor, Kurth & Plesiodragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Raptor & Felidragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Milotic, Bahamut & Furdragon Egg.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sex Maio 18, 2012 10:03 pm

foi uma retirada estrategica :yao:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Maio 19, 2012 1:51 pm

Legenda

Eu
Lobo de Gelo

Fugindo dos deveres de servo vago num barco mas, numa tempestade acabo me perdendo. Quando acordo me vejo naufragado numa ilha e vejo um grande castelo. A ilha era cheia de neve e tudo era acima do nivel do mar menos a praia. Para sair da praia precisava subir um desfiladeiro mas, com minhas habilidades de controle da terra faço buracos para colocar as mãos e subo. Quando chego no topo vejo que o castelo ficava numa montanha estranha parecendo um pilar. Olho para aquilo e examino o lugar até ver um mecanismo parecendo um elevador manual. Começo a opera-lo e chego no topo com o braço dormente. Bato na porta. Ninguem atendeu então eu empurrei ela e ela se abriu facilmente. O chão estava escorregadio por causa do gelo mas continuei andando. Piso num local e o gelo quebra. Quando o gelo quebra meu pé aperta um botão e varias flechas de gelo são atiradas de pequenos buracos nas paredes. Eu uso o gelo para deslizar para longe e deslizo de volta para a entrada. Solto as foices das costas e fico em posição de luta e começo a deslizar cautelosamente pelo piso congelado. Logo piso em outro botão e bolas de gelo enormes caem nas escadas e vem em minha direção. Eu me concentro e quando elas chegam perto faço varios golpes com a foice até que as bolas de gelo quebrem. Continuo meu caminho e tento subir as escadas mas estas estavam escorregadias e sem querer piso num degrau que era uma armadilha e a escada vira uma rampa. Começo a escorregar e vejo um buraco cheio de espinhos e cadaveres conservados pelo frio. Eu controlo as trevas e faço um piso improvisado de trevas e saio de cima do buraco tampado. Logo o buraco fecha e a escada volta ao normal. Olho para a escada e vejo onde o degrau que ativava a armadilha estava e penso: "pra que tanta armadilha se ninguem mora aqui"
Pensando num jeito mais facil de subir começo a controlar o ar para me levitar. Subo varios andares e quando chego no ultimo relo no corrimão da escada mas este era uma lavanca e outra armadilha foi ativada. Todos os pisos dos andares entram nas paredes e varias estalactites de gelo caem. Eu vejo uma porta e entro imediatamente. Na sala que entrei vejo um buraco e curioso olho nele. Ele descia provavelmente para baixo do castelo e penso: "Quem fez isso não deve ter nada pra faze"
Pulo no buraco e desço por varios minutos. Depois de varios minutos saio numa caverna. Ainda tonto tento levantar mas não consigo. Quando consigo algo pula em cima de mim e quando percebo um lobo branco estava em cima de mim rosnando. Uma voz sai de uma estatua de gelo em forma de lobo e fala:
-Oque você quer neste santuario?
Chuto o lobo de cima de mim e me levanto e respondo:
-Só estava curioso para saber a razão deste castelo estar cheio de armadilhas.
-Então saia imediatamente.
-Mas porque? Estamos tendo uma conversa tão produtiva.-Falo com um tom de sarcasmo.
-Sendo assim tirarei você a força.
A estatua começou a se mexer e os olhos dela brilharam vermelho. Ele uiva e varios buracos aparecem na caverna. Deles saem varios lobos mas, eu pego minhas foices e falo:
-Tem certeza que vai botar eles pra fazer o trabalho sujo? Acho que eles não são fortes o suficiente.
-Tambem acho. Purisso vou lutar contra você e eles vão dar apoio.
-Hmmm... Ja sei. Se eu vencer você me da algo em troca e depois eu vou embora. Se você ganhar eu saio em paz.
-Um acordo simples mas como vou saber se você não traira sua palavra?
-Juro pela minha vida.-Falando isso dou um sorriso maligno.
Ele abre a boca. Eu espero um ataque mas como este não veio ataco primeiro. Quando chego perto dele algo sai da boca dele. Uma estaca de gelo vem como um missel mas eu desvio. O lobo ruge e o rugido faz o gelo trincar e sou jogado para longe. Ele ruge novamente mas em vez de uma rajada de vento o chão quebra em pequenos pedaços e cacos de gelo vem como tiros contra mim. Eu faço a terra se elevar e formar uma parede. O lobo corre em minha direção e destroi a parede com uma patada. Aproveitando a chance ataco com as foices mas ele desvia e o golpe acerta de raspão. Ele me da uma patada mas, com o cabo das foices defendo e em seguida acerto um chute na pata. Jogo varias bolas de fogo mas quando estas relam nele apagam. Ele pulou e desapareceu. Fiquei olhando para o teto da caverna mas, ele apareceu na parede da caverna e tentou me morder. Para ele não morder minha cabeça desvio para o lado mas ele morde meu ombro. Ataco com a foice mas ele solta meu ombro e pula para tras e em seguida abre a boca. Espero o ataque mas este não vinha. Ficamos varios minutos esperando para ver quem ia voltar a atacar. Ele se movimentou primeiro fechando a boca e pulando em minha direção. Quando ele estava chegando me abaixo e ele passa reto. Em seguida pulo em suas costas mas ele começa a correr e bater na parede e eu caio. Ele era puro gelo. Minhas pernas estavam dormentes e frias. Sintomas de hipotermia estavam aparecendo então, para ela não ficar pior faço bolas de fogo e controlo para que eles fiquem rodando perto do meu corpo. O lobo parou e ficou me olhando e logo fala:
-Você esta ficando com hipotermia né? Então vou poupar você de uma morte lenta para uma morte rapida e sem dor.
Ele corre em minha direção mas pulo para longe dele. Ele bate na parede e estalactites caem. Eu saio debaixo de onde elas iam cair e estas ficam cravadas no chão. O lobo abre a boca e varias pedras de gelo saem de sua boca e voam em minha direção. Eu levanto uma parede mas o lobo veio junto com as pedras e derruba a parede e me atropela. A temperatura de meu corpo cai bruscamente então, pulo para o lado e crio mais bolas de fogo que me aquecem. O lobo ri e fala:
-Que patetico. Humano tolo. Você não tem nenhuma chance contra mim.
-Eu não. Mas será que ele tem?
-Ele?-Confuso ele olha para os lados para ver se tinha alguem escondido mas eu falo:
-As trevas dentro de mim.
Falando isso do meu corpo começa a sair uma fumaça negra como a escuridão. Meus olhos ficaram totalmente pretos e eu falo com uma voz dupla:
-Parece que ele ainda não esta totalmente recuperado então, vou aproveitar que posso me controlar e acabar com você.
Ele me olha interessado mas fala com um tom zombateiro:
-Você só parece uma assombração. Isso não vai te ajudar em nada a não ser para me divertir.
Eu o ignoro e começo a controlar as trevas mas eu falo:
-Ja que estou usando o poder maximo dele eu não tenho controle total sobre as trevas e por isso posso, sem querer, matar um de seus amiginhos.
Ele começa a rosnar mas eu faço as trevas atacar ele. Ele desvia e eu atinjo um dos lobos que morre na hora. Eu rio e corro até o lobo rodando as foices e faço um corte em forma de X em sua testa. Ele recua e ruge e varias estalactites caem novamente mas, eu desvio de todas e acerto um chute no fucinho do lobo. Ele tenta uma patada mas pulo em cima da pata dele e pulo novamente passando por cima dele. Enquanto estava passando por cima de suas costas golpeio com as foices varias vezes fazendo cortes fundos mas não saia sangue algum. Ele se vira rapidamente e me acerta com a pata e sou jogado na parte onde os lobos estavam. Caio em cima dele e quando tento me levantar eles me mordem. Eu rodo e jog-os para longe. Corro em direção do lobo de gelo novamente e pulo. Caio em suas costas e o decepo. Saio de cima dele e ando até um dos corredores mas o corpo dele se levanta e nasce tres cabeças de cão no local cortado virando um cerberus de gelo. Ele fala:
-Você é bom garoto mas não o suficiente. Essa é minha verdadeira forma e nesta forma sou bem mais forte.
-Mais forte ou não ainda ganho de vo...
Não consigo terminar de falar pois as trevas estavam mais fortes então, para não ser dominado faço elas ficarem presas novamente deixando meus poderes mais fracos. Caio de joelhos e o cerberus ri. Em seguida ele fala:
-Não consegue nem controlar seus poderes.
Eu apenas sorrio e me levanto e falo:
-Se você acha que sou tão fraco que tal me ajudar?
-Você é bem insolente garoto.
-Não gostou da ideia?
-Morra.
Ele abre as tres bocas e da do meio sai uma lança de gelo enorme. A da direita ruge e varias estalactites caem bem em cima de mim. A da esquerda ruge e o chão começa a congelar e os lobos saem correndo.Eu corro tambem desviando da lança e das estalactites mas, piso no piso que estava se congelando e minha perna começa a ficar congelada. Eu pulo para não congelar a perna totalmente. Em seguida aqueço-a e jogo bolas de fogo nele mas ele as engole. Eu corro até ele começo a cortar ele com as foices mas, o gelo estava tão solido que só riscava. Ele morde meus dois braços com as cabeças dos lados e com a cabeça do meio tenta morder minha cabeça mas, consigo me soltar das mordidas e pulo antes que ele me mordesse novamente. Em seguida faço as foices pegar fogo e corto o topo da cabeça dele. A cabeça fica com riscada mas, percebo que o fogo enfraqueceu um pouco o gelo e um corte bem pegueno foi formado. Quando piso no chão pulo para tras e uso a tecnica Fogo da Morte na pata dele. A pata começa a derreter e quando vejo o gelo tinha derretido e uma pata de cerberus normal aparece e penso: Uma armadura de gelo. Legal!
Eu aproveito que a armadura tinha derretido e começo a fazer cortes em sua pata. Ele ruge de dor mas tenta me morder. Eu pulo para tras novamente e em seguida uso o Raio da Morte que atravessa a pata dele e ele leva um choque. Pequenos raios saem do gelo e fica paralisado. Eu uso o Rasengan de Fogo e destruo a armadura de gelo da cabeça da direita e faço um corte no fucinho. Ele sai da paralizia e com a cabeça do meio tenta me morder. Eu escorrego para baixo dele e faço um rasengan em sua barriga. Em seguida faço varios cortes e ele pula antes que eu fizesse cortes demais. Desesperado ele refaz sua armadura de gelo e abre as tres bocas e faz o mesmo esquema anterior. Estalactites caem e o piso congela tudo. Uma grande lança sai de sua boca mas, eu estava preparaddo então, Desviei das estalactites e da lança e fiz o fogo aquecer o piso e derreter o gelo. Ele começou a sugar o ar e varios pedaços de gelo foram para sua boca. Em seguida ele cospiu tudo na forma de lobos de gelo e estes começaram a mexer. Eu corro até as estatus de lobo e as quebro mas, varias escapam e elas começam a rugir e rajadas de vento gelado vem em minha direção junto com um grito agudo bem agonizante. Eu corro para tras de uma pedra e logo que eles param eu uso o Raio da Morte e despedaço eles. Quando despedaço eles vejo que o cerberus tinha sumido mas quando me viro, vejo ele e, ele solta uma rajada de ar, agua e gelo que grudam em mim e viro uma estatua de gelo. Ele anda até um dos tuneis e vai embora. Eu tento me mexer mas não consigo e penso:Droga. Não consigo me mexer. Tenho que pegar aquele maldito. Então, usando todas as minhas forças para resistir ao frio começo a focar a força em uma das mãos e comecei a quebrar o gelo nas mãos. Quando quebro totalmente o gelo faço minha mão pegar fogo e faço o fogo subir pelo meu braço derretendo o gelo. Libertando meu braço coloco a mão no outro braço e derreto o gelo novamente. Com os dois braços livre coloco um no peito e outro na cabeça e derreto o gelo. Liberto da prisão de gelo me sento para me recuperar e vou para onde o cerberus tinha ido. Logo vejo uma luz. Era a saida mas, quando saio, vejo o cerberus me esperando. Ele me olha e joga bolas cheias de espinhos de gelo. Eu desvio e depois uso o fogo da morte que derrete a cabeça esquerda dele. Em seguida uso o Rasengan de Fogo na cabeça descongelada e corto ela. Ele ruge mas me acerta com a pata. Quando ele me acerta a parte acertada congela. Eu rolo para o lado e faço a parte congelada pegar fogo e derreter. Eu pulo em suas costas e decepo a cabeça sem armadura. Em seguida uso o Rasengan de Fogo em sua outra cabeça mas ele me joga para o alto e uma lança de gelo sai da boca dele. A lança atravessa meu ombro e o congela. Eu caio com o ombro "queimando" de tão gelado. Eu derreto o gelo no ombro e me afasto do cerberus. Ele estava só com duas cabeças mas ainda era poderoso. Ele abre as bocas e estacas de gelo vem voando na mirando minha cabeça. Eu desvio mas o cerberus se aproxima e me acerta com uma investida. Minha barriga ficou congelada mas, eu derreti o gelo e usei o raio da morte. Este acerta na boca de uma das cabeças e ele ruge de dor. aproveitando que ele estava com dor escorrego até embaixo de sua cabeça com a boca machucada e corto o pescoço. As veias do pescoço são cortadas e sai muito sangue dele. Esta cabeça estava agora inutilizavel então eu a seguro e com todas as minhas forças jogo ele. Agora meus musculos estavam doloridos e meu corpo estava ficando cada vez mais gelado gastando as energias reservas para aquece-lo. Ele arranca a propria cabeça inutilizavel e ri. Em seguida ele fala:
-Você é bom garoto. Nunca tive uma batalha tão divertida. Estou cansado e você tambem então, estou saindo. Considere isso como um empate.
-Ta com medo de perder "Totó"?
-HAHA. Você continua insolente mesmo a beira da morte.
-A morte não vai me levar hoje então não tenho com que me preocupar
-Então saia logo antes que ela mude de opinião.
Ele abre a boca e uma esfera azul brilhante vem em minha direção e quando toco nela ela desaparece. O lobo fala:
-Considere isso como um presente.
-Oque é isso?
-Um pouco do meu poder.
Eu me concentro numa pedra de gelo e esta começa a se movimentar. Impressionado vou até uma folha de uma arvore e quando relo nesta concentro para congela-la. Ela congela e eu sorrio e falo para o cerberus:
-Valeu.
Desço a montanha e faço um acampamento. Agora eu tinha controle sobre o gelo


Off: As trevas caso vc tenha lido o texto de poder de controle da luz é akela coisa memo :yao:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Dragneel
Faggot


Mensagens : 302
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 19

Cartão Do Estudante
Seu nível:
786/1000  (786/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Maio 19, 2012 6:15 pm

Beleza, gostei muito do texto, só que, uma grande batalha com um único oponente usando as mesmas técnicas fica enjoativa. Poder adc

*Ass:

Completei todos os dragõoes Õ/ Cliica aê embaixo em cada um, pra upar o lvl "="

[Somente administradores podem ver esta imagem] Pyrus, Lucia & Eastern Dragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Chaor, Kurth & Plesiodragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Raptor & Felidragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Milotic, Bahamut & Furdragon Egg.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Dom Maio 20, 2012 11:15 am

Legenda

Eu
Feligon

Eu estava andando pela escola sobrenatural quando um aluno me ve. Eu saio correndo atras dele para que eu o nocauteasse antes dele contar para algum diretor. Logo reconheço-o como Feligon. Querendo testar minha nova foice tiro ela dos panos e deslizo no ar e chego rapidamente na frente do aluno. Ele da meia volta mas eu estendo meu braço para pega-lo. Ele desvia do meu braço mas tropeça e do nada, um raio de luz roxo sai de minha mão e o atinge. Ele para de cair mas ele não conseguia se mover. Olho interessado e dou um soco nas costas dele. O soco não havia feito nada então, começo a socar e chutar ele. Depois de alguns segundos o efeito do raio passa e do nada ele começa a ser batido por algo invisivel nos mesmos lugares que eu tinha batido. Intrigado balanço minha foice para ver se tinha algo no ar mas não tinha nada. Feligon rola para o lado mas eu aponto minha mão para ver se o raio saia novamente. O raio saiu então eu aproveitei pra testar uma hipotese: Se ele fica lento talvez as reações tambem fique. Se a reação ficar lenta quando o efeito do raio passar ele vai levar o dano que deveria ter levado quando estava sobre o efeito do raio.
Eu comecei a pisotea-lo mas nenhuma reação acontecia. Eu estava contando os segundos para ver quanto tempo o raio durava. Logo 30 segundos passaram e o efeito do raio tambem passou e ele levou o dano dos chutes. Ele tenta se levantar mas eu o chuto debaixo para cima e ele é jogado alguns metros para tras. Ele se levanta e retira a espada mas, eu faço o vento passar o rodo nele e ele cai de costas. Antes dele atingir o chão uso o raio de lentidão e ele fica parado no ar. Eu controlo a terra e faço um bastão de pedra e começo a bater em sua barriga mas logo falo comigo mesmo:
:hmm: Perai... Se ele é homem... :lool:
Eu pego o bastão de pedra e começo a bater na virilia dele e quando ele percebeu oque eu tinha pensado ele falou bem lentamente:
FFFFUUUUUDDDDDDDEEEEEEEUUUUUUUUU!!!
Logo os 30 segundos tinham passado e ele leva o dano dos golpes. Quando ele cai no chão levanta uma cortina de poeira e quando esta abaixou eu olhei para e ele e vi como ele estava. Ele estava com o rosto desfigurado por causa da dor que ele sentia, sua boca aberta e babando e as mãos na virilia então eu falo:
-Ahh... não queria ter nocauteado você tão rapido assim. Queria testar mais esse poder esquisito mas tanto faz.
Eu começo a andar pela escola e só de sacanagem começo a usar o raio de lentidão em tudo que via, aluno, coisas caindo, animais etc. Logo ouço que ja descobriram que tinha um servo na escola mas nem me preocupo e vou para a floresta e monto um acampamento. Logo que amanheceu volto para a escola e vejo que feligon estava recuperado por causa do trabalho duro que tiveram na enfermaria. Ele estava me procurando por isso joguei um bilhete na cama dele falando para ele me encontrar nos campos da escola.
Eu fiquei esperando ele nos campos e logo ele chega. Ele começa atacando com sua espada mas eu jogo o raio de lentidão. Ele desvia e volta a atacar. Eu desvou e o chuto nas costas. Ele cai e eu aproveito para usar o raio de lentidão. Ele rola para o lado desviando do raio e a grama fica lenta. Pensando nuyma outra hipotese finco a ponta do cabo da foice no chão e a lamina fica abaixo do meu pescoço. Eu vou para longe e quando feligon corre ele fica entre mim e a foice. Eu uso o raio de lentidão mas feligon desvia. Quando o raio bate na lamina da foice o raio é refletido e acerta feligon e eu dou um sorriso maligno. Feligon novamente fala:
FUDDEEUUUUU!!!
\e eu acerto ele na virilia com um tacape de pedra. E eu falo:
-Achei o jeito mais facil de nocautear um homem sem correr perigo de ser atingido :yao:
Logo o efeito passa e ele leva os golpes. Ele cai e fica rolando no chão com a mão na virilia e com os dentes quase quebrando de tanta força que ele estava usando para fecha-los. Para zuar ele ainda mais jogo ele para o alto e uso o raio de lentidão. Eu pego minha foice e volto para o castelo. Antes de sair dos campos da escola vejo um bando de alunos chegando com suas armas e com seus animais e percebendo o perigo vou embora antes que eles me percebam.


Off: o texto ficou pequeno porque mal teve batalha mas olha o jeito que a batalha foi e me diga como um homem não ficaria assim depois de um golpe desses
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Dragneel
Faggot


Mensagens : 302
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 19

Cartão Do Estudante
Seu nível:
786/1000  (786/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Dom Maio 20, 2012 12:44 pm

Inválido, tá sem criatividade e conteúdo... E além disso, diga o nome do poder.

*Ass:

Completei todos os dragõoes Õ/ Cliica aê embaixo em cada um, pra upar o lvl "="

[Somente administradores podem ver esta imagem] Pyrus, Lucia & Eastern Dragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Chaor, Kurth & Plesiodragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Raptor & Felidragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Milotic, Bahamut & Furdragon Egg.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Dom Maio 20, 2012 7:56 pm

Legenda

Eu
Cientista Louco

Enquanto andava calmamente numa cidade e acabo chegando numa parte rochosa sem casas. Neste lugar um edificio chama minha atenção. Ando até ele e vejo que era um predio de ferro. Entro nele mas ele parecia uma maquina por dentro. Cheio de engrenagens e essas coisas. Ando aaté achar um elevador. Entro nele e percebo que não dava para subir apenas para descer. Eu aperto para ir ao ultimo andar abaixo do solo. Alguns minutos depois a porta abre e vejo um grande laboratorio. Um homem com aparencia de 70 anos estava mexendo numa maquina. Quando ele me ve ele fala:
-Bem vindo. Você pode me ajudar?
-Sem chance velhote.
-Você não ajudaria esse pobre e velho homem a terminar essa experiencia?
-Não.
-Então que tal eu te dar uma coisa que nenhum humano normal tem?
-Como se eu fosse normal :yao:
-Só rele nessa placa de metal por favor.
Ele aponta pra placa de metal. Eu dou de ombros e relo nela. Quando relo nela ele puxa uma alavanca e eu não consigo tirar minha mão do metal. De repente levo um choque e ele fala:
-Essa é uma experiencia para dar poderes para pessoas normais como você.
-Maldito. Ta achando que sou um cidadão ordinario que fica seguindo as porra de lei? Vai se fude velhote!
Tento tirar minha mão usando toda minha força mas por alguma razão não conseguia. Algo estranho tambem estava no ar. Quando comecei a forçar pedaços de pregos e outras coisas de metal começaram a flutuar. Eu pego uma das foices e arremesso no velho. A foice para no ar mesmo que eu estivesse controlando o ar para ela ir na direção do velho. O velho estava concentrado e com as mãos estendidas para a frente. Ele tinha telecinese. Eu comecei a forçar o ar mas o velho era resistente. O esforço fazia-o suar. Logo a maquina desliga e eu posso tirar minha mão. Eu estendo a mão para pegar a foice quando ela voltar mas, ela veio numa velocidade muito alta e eu desvio dela. Ela finca na parede de metal e eu tento tirar ela. Começo a forçar e de repente os pregos começam a flutuar de novo porque eu estava forçando. A parede acaba abrindo mas não pela minha força mas sim porque eu estava concentrando para retirar a foice dela. Intrigado me concentro e foco-me num prego. Este começa a flutuar e eu penso: Ou eu controlo o metal ou tenho telecinese.
Concentro-me para que o prego mude de forma e ele fez oque oque eu queria. Eu começo a me concentrar em outras coisas de metal mas estas não se levantavam. Eu dou um sorriso e percebo que o experimento do velho tinha me dado poder de controle sobre o metal. Eu jogo a foice para o ar e retiro as outras duas e falo:
-Estilo de luta - tres foices
Eu começo a atacar o velho mas este me para no ar e fala:
-Calma rapaz. Eu não te dei esses poderes? Você deveria estar agradecido.
-Na verdade você só me deu um poder. Os outros eu ja tinha. Quanto ao agradecimento, não agradeço ninguem que não mereça meus agradecimentos.
Eu me concentro num monte de pregos atras do velho e controlo-os para atingi-lo. O velho percebe e os para. Ele vai até uma geladeira e tira um frasco cheio de liquido. Ele abre o frasco e bebe o liquido. Do nada ele ganha musculos e fica maior e fala:
-Essa é uma poção criada por mim mesmo. Ela aumenta meu tamanho e me da uma força sobrehumana.
Eu cuspo no chão e falo:
-Velhote. Eu posso destruir esse lugar num piscar de olhos. Se esse lugar cair vai cair em cima de você e eu vi a quantidade de maquinas que você tem la em cima. Mesmo com sua telecinese você não vai para-las de cair.
-Então eu tenho que te matar antes de você ter chance de destruir este local.
-Não vai conseguir.
Ele acaba se desconcentrando e a telecinese enfraquece e logo para. Então, uso a tecnica: Colheita de Mortos
Varias rajadas vão nele mas ele desvia. Estas rajadas acertam a geladeira e a destroi. Ele pega uma pilula e engole. Eu pergunto:
-Se você fica engolindo essas bostas vai te um efeito colateral.
Ele não responde e ele ruge. Ele sopra fogo e sorri. Ele enche a boca de ar e logo depois sopra um jato de fogo. Eu derrubo uma das mesas de ferro e fica atras dela. O fogo não me atinge mas logo um soco me atinge. Eu caio e ele tenta me pisotear. Eu rolo para o lado e depois me levanto. Ele tenta outro soco mas, eu uso a tecnica: Toque da Morte
E o soco bate na minha mão e a mão dele congela. Ele grita pois o gelo estava "queimando" a mão dele. Ele pula para tras e sopra fogo na propria mão e derrete o gelo. Eu uso novamente a tecnica Colheita de Mortos e varias rajadas vão em sua direção. Ele percebe tarde demais e é atingido por elas. Eu pulo e uso Sopro da Morte. Ele absorve toda a fumaça e a fumaça desencadeia um ataque de tosse. Os orgãos dele ficam danificados e ele acaba cuspindo sangue. Eu me aproximo e chuto seu rosto e ele é jogado numa mesa cheia de equipamentos. Ele se levanta e reclama:
-Meus equipamentos. Seu desgraç...
Eu uso o Deslize no Ar e me aproximo enquanto este falava e o impesso de terminar de falar usando um Rasengan de Fogo em seu rosto. Ele é jogado contra a parede de ferro então, controlo o ferro e faço ele mudar de forma e prender ele na parede. Em seguida, com ele parado, eu uso o Colheita de Morte e todas as laminas de vento o acerta. Uso o Fogo da Morte e queimo ele inteiro. Ele começa a usar a telecinese e destroi as placas de metal que o prendia. Ele pula para uma mesa e pega um pote. Ele pega uma bolinha e engole. Seu corpo começa a ficar cheio de pelos. Ele ganha presas, garras e chifres. Seu tamanho e musculo aumentam mais ainda e ele fala:
-Pilula da Fera. Agora você não conseguira fazer danos graves.
-É oque você pensa. Sopro da Morte
Ele prende a respiração pra não respirar a fumaça mas, controlo o ferro e faço com um pedaço da parede uma bola de ferro e jogo-a em sua barriga. Ele perde o ar então, ele suga o ar mas a fumaça vai junto e os orgãos dele danificam ainda mais. Ele cai e cospe sangue. Eu controlo o ferro em volta e faço um grande cubo de ferro e jogo em cima dele. Ele tenta segurar com a super força mas o peso do ferro era muito e ele cedia cada vez mais. Aproveitando que ele não podia se defender faço com o ferro um arpão e jogo nele. Em seguida olha para um gerador e controlo o ferro fazendo um fio de ferro e conecto no gerador. Ligo o gerador e a eletricidade passa pelo fio de ferro e acaba indo no arpão que estava fincado na carne do velho-fera. Por causa do choque ele enfraquece mais e o peso cai em cima dele. Eu desligo o gerador e uso o Toque da Morte e começo a congelar ele inteiro. Alguns minutos depois ele congela inteiramente mas eu sabia que ele ainda estava vivo. Eu subo no elevador e paro em alguns andares. Controlando o ferro entorto os pilares de ferro que sustentavam a construção e aos poucos ela começa a cair. Subo o elevador e saio da casa. Em seguida controlo o ferro e desencacho as engrenagens. A casa cai e o velho é esmagado. Eu vou embora mas antes, ateio fogo no local
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Dragneel
Faggot


Mensagens : 302
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 19

Cartão Do Estudante
Seu nível:
786/1000  (786/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Seg Maio 21, 2012 5:34 pm

Beleza, mas meu filho, diga o nome do poder (Eu já sei esse). Tente mudar um pouco o adversário, você só coloca uma batalha no texto todo.

*Ass:

Completei todos os dragõoes Õ/ Cliica aê embaixo em cada um, pra upar o lvl "="

[Somente administradores podem ver esta imagem] Pyrus, Lucia & Eastern Dragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Chaor, Kurth & Plesiodragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Raptor & Felidragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Milotic, Bahamut & Furdragon Egg.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
reaper
Guerreiro de Notrevis Comum
avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 19
Localização : Em algum lugar nas ilhas do Caribe

Cartão Do Estudante
Seu nível:
42/1000  (42/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Qua Jun 06, 2012 8:24 pm

Legenda
Eu
Mulher Escorpião
Homem - Leonardo MCGrant

Eu estava indo para a tumba dos ChaosMaster pois, sabia que la eu poderia ganhar um poder que só os mais poderosos guerreiros da familia conseguiram. Quando cheguei na entrada da tumba vejo a grande parede que fechava ela. Começo a controlar a terra e faço um tunel até chegar na tumba. Ando pelo local procurando um corredor que levava ao local onde a estatua do primeiro chefe da familia estava. Pelo que eu sabia a estatua segurava uma esfera de cristal e, qualquer um que relasse nela e sobrevivesse ia ter um poder especial.
Vejo um corredor e entro nele. Enquanto andava via varias caveiras espalhadas pelo local. De repente, um movimento, algo sai de tras de um pilar. Era uma mulher mas, ela tinha metade do corpo de um escorpião. Da cintura pra cima mulher e da cintura pra baixo um escorpião. Eu pergunto:
-Quem é você?
-Sou Jade.
-Hmmm...
-Sou a escolhida para proteger este local.
-E eu com isso? To indo.
Volto a andar pelo largo corredor mas, a mulher-escorpião me para e fala:
-Não posso deixar você passar.
-Pode sim. É só ir um pouco para o lado para eu poder passar sem trombar em você.
-Não zombe da minha cara garoto ou você sofrera as consequencias.
-Acordo com o pé esquerdo em. Ja que você não deixa eu passar eu só tenho que te matar e depois passar.
Eu ataquei com bolas de fogo. Ela defende e corre em minha direção. Eu corro na direção dela e quando chego perto uso o Estilo de Luta - Três Foices, e tento cortar as patas da frente. Ela levanta as patas e meus golpes passam reto.
Ela desembainha uma espada que estava em suas costas e tenta me cortar a cabeça. Eu me abaixo e em seguida, controlando o fogo, faço o chão embaixo dela pegar fogo. Suas patas eram resistentes e mal queimavam mas, ela parecia sentir a dor das pequenas queimaduras. Ela investe com a espada. Eu defendo mas ela tinha uma força surpreendente. Usei a outra foice para ajudar e com a foice no ar controlei-a para cortar a criatura.Ela volta com a espada para defender e depois ela levanta o ferrão. Ela ficou com o ferrão no alto e quando eu me movi ela atacou com o ferrão. O ferrão acertou no braço e quando ela voltou a cauda para a posição normal, na ponta do ferrão estava um liquido verde, parecia veneno.
Eu rolei para tras e depois usei o Sopro da Morte. Ela recuou e depois voltou para frente e tentou me cortar. Ela absorve a fumaça mas, mal parecia ter afetado-a. Ela recua alguns passos e eu vou logo atras dela. Fico de costas para um pilar e quando a mulher-escorpião assobia um homem peludo, vestindo roupas rasgadas e fedendo a carniça aparece de tras do pilar e me acerta na nuca. Sou jogado contra outro pilar. Tento me levantar mas não conseguia pois estava tonto. A mulher escorpião falou:
-Conheça meu amigo. Um homem das cavernas com um pouco mais de inteligencia que o normal. Ele pode criar coisas simples e ele obedece a comandos como esse. Esmague-o!
O homem peludo pega uma pedra de 130 quilos e a levanta. Ela a joga em mim e pula logo em seguida para aumentar o peso mas, eu rolo para o lado e controlando a terra faço a pedra virar um grande espinho para cima e o homem cai em cima do espinho. Seu pé é atravessado pelo espinho e ele ruge de dor. Ele pega um machado de um guerreiro morto e o joga em minha direção. Eu defendo com as foices e em seguida uso o Deslize no Ar e deslizo facilmente pelos corpos até perto do homem. Acerto um chute flamejante em seu peito e depois com o Estilo de Luta - Três Foices eu faço três cortes no peito dele. Derrubo ele cortando o pé furado dele e em seguida, com ele no chão, uso o Rasengan de Fogo seguidas vezes em seu peito. Uso em seguida o Toque da Morte e depois o Sopro da Morte. O braço dele fica totalmente congelado e fica com os pulmões cheios de ferimentos. Para finalizar seu sofrimento uso o Tumulo de Lava e depois o esfrio transformando-o num caixão de pedra. A escorpião chega sorrateiramente atras de mim e tenta me acertar com o ferrão. Eu deslizo para o lado e ela erra. Ela segura a espada firmemente e nós ficamos esperando um atacar. Eu comecei jogando uma bola de fogo com um pouco de lava. Ela desvia e ataca com a espada e o ferrão simultaneamente.Eu deslizo para tras ficando fora do alcance da espada e defendi o ataque com o ferrão com as foices. Começamos a trocar golpes mas nenhum acertava o outro.
Neste ponto ja estavamos cansados mas, de repente o homem quebra o caixão dele e me ataca. A mulher escorpião me ataca tambem então, eu corto a garganta do homem e deslizo para o lado. O ataque do ferrão dela me acerta no braço e ela fala:
-Agora é só uma questão de tempo garoto. Meu veneno esta em suas veias e você morrera lentamente e dolorosamente.
Eu cuspo no chão num sinal de ameaça e depois uso o Colheita de Mortos. Ela é cortada varias vezes mas resiste em pé e corre para cima de mim. Eu deslizo por baixo dela e corto suas patas de escorpião. Consigo cortar quatro e agora ela só tinha as 4 de tras. Eu me viro para ela e quando ela se vira para me olhar de frente eu uso o Furacão Cortante e a decepo.
Continuo andando pelo corredor mas logo sinto os efeitos do veneno. Visão borrada, um chiado irritante no ouvido, tontura entre outras coisas. Ando até uma camara e vejo a estatua segurando o cristal. Começo a me arrastar até la pois estava muito fraco por causa do veneno. Quando chego na estatua seguro o cristal e este brilha. Sinto como se minha carne fosse dilacerada e regenerada. Paro de sentir meus braços e em seguida sinto eles queimando. Meus olhos viam tudo em vermelho, em seguida verde, amarelo, rosa, preto e depois fica mudando de cor tão rapido que não consigo saber qual estava. Não conseguia soltar minhas mãos e logo eu vomito uma gosma verde. Logo sou jogado para longe e sinto-me normal. Vejo a poça de vomito verde e percebo que era o veneno. Olho em volta e vejo uma porta de ferro como saida e vou até la. Saio da camara e quando saio, vejo um homem encostado na parede fumando. Eu pergunto para ele:
-Quem é você?
-Leonardo. Leonardo MCGrant, prazer.
-Oque faz aqui neste lugar?
-Esperando para você sair da camara de nossos ancestrais.
Fico em posição de defesa e pergunto:
-Como se seu nome é MCGrant em vez de ChaosMaster?
-Meu pai tem descendencia com os ChaosMaster e por isso herdei o controle de fogo e trevas mas, ja que não sou um "puro sangue" não consigo controlar o elemento direito.
-E por que esta aqui?
-Eu estava te procurando.
-Então desembucha logo oque você quer.
-Ta. Me de o seu poder.
Folgado. Como se fosse tão facil. Se quiser meu poder vai ter que me derrotar.
Ele tira uma desert eagle e atira. Eu me abaixo desviando da bala e em seguida tento os novos poderes. Um tipo de energia saiu de minha mão e quando esta acertou ele, o local acertado, seu braço, ficou queimado e cheio de cortes. Tambem acertei a rocha e esta ganhou uma rachadura e imperfeições. Logo penso: Essa é a Chaos Energy, a energia da destruição. Acho que ela vai me ajudar bastante.
Ele coloca a mão no local acertado e ouço um estralho. O osso parecia ter sido quebrado ou rachado pela Chaos Energy. Eu aproveito a situação e acerto um chute flamejante no rosto dele. Ele se levanta e atira novamente. Em seguida ele aponta um dos dedos para mim e deste dedo sai um feixe de luz. Eu desvio desse feixe e este acerta num pilar e derrete a pedra formando um buraco perfeito. Ele começa e se concentrar e ele agora parecia um super sayajin. Seu cabelo ficou em pé e uma aura saia em volta dele. Ele apontou o dedo e desta vez um raio vermelho saiu e acertou a parede e fez um buraco queimado. Ele criou uma esfera na mão e a arremessou. Esta passou raspando em mim e meu corpo gelou ao contato. Logo senti os sintomas do veneno novamente e meu corpo começou a ficar fraco.
Parece que ainda tem veneno em minhas veias. Penso eu.
Ele aproveita que o veneno me deixava confuso e me atacou com uma espada criada por uma luz vermelha. Eu desviei para o lado e senti que a espada emanava calor, um calor muito intenso.
Droga, tenho que terminar isso rapido. Penso quando o sintoma do veneno aparece novamente. Ativo a tecnica Death's Abyss falando seu nome. Na verdade quase gritando. Eu acerto um soco no rosto de meu oponente e em seu rosto fica as marcas dos meus dedos. Ele agita a cabeça para a tontura passar e fala:
-Sabia que o Ricardo renunciou a liderança do clã? Agora os ultimos comandam o clã.
Eu não respondi e com a minha velocidade dobrada corri para tras dele e acertei um chute em sua nuca. Este foi jogado contra a parede mas logo se levantou e jogou uma bola de luz azul. Eu sabia que aquilo congelava então desviei e peguei uma estalagmite e a arremessei como uma lança. Ele desviou e continuou a falar:
-Sabia tambem que o terceiro membro mais forte do clã fez um pacto com um casal e agora o casal fazem parte do clã e receberam poderes dos ChaosMasters?
Aquilo tinha me interessado. O clã estava a beira da extinção mas agora tinhamos novos membros. Agora eu estava ficando cansado de ouvir as fofocas dele então, corri e choquei minha testa no nariz dele. Em seguida chutei sua barriga e fiz uma sequencia de socos em seu peito. Ele perdeu o ar e não conseguiu reagir então, acertei seu rosto com as duas palmas da mão ao mesmo tempo e este foi jogado numa parede. Em seguida começo a usar a Chaos Energy e faço ela atingir o teto da caverna fazendo parte deste desabar em cima de Leonardo. Em seguida uso o Tumulo de Lava deixando ele embaixo de lava borbulhante e vou embora pensando que este estava morto. Penso novamente no veneno e me lembro de uma sobrenatural parecendo uma bruxa que era muito sabia (velha) e conhecia muitos antidotos para varios venenos.


Sobre o poder:
Nome: Chaos Energy
Habilidade: Pode causar na carne cortes (de dentro pra fora) e queimaduras. Em ossos, pedras, metal causa rachaduras e dependendo das vezes pode transformar a pedra em pó, ou o osso porem apenas uma pequena parte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Dragneel
Faggot


Mensagens : 302
Data de inscrição : 07/02/2012
Idade : 19

Cartão Do Estudante
Seu nível:
786/1000  (786/1000)
Poderes:
Poderes do animal:

MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   Sab Jun 09, 2012 1:41 am

lol, alguém excluiu meu post mas o poder já tá adc

*Ass:

Completei todos os dragõoes Õ/ Cliica aê embaixo em cada um, pra upar o lvl "="

[Somente administradores podem ver esta imagem] Pyrus, Lucia & Eastern Dragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Chaor, Kurth & Plesiodragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Raptor & Felidragon Egg.
[Somente administradores podem ver esta imagem] Milotic, Bahamut & Furdragon Egg.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: poderes do reaper   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
poderes do reaper
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Poderes e Habilidades dos filhos de Hefesto - Atualizados dia 05/10/2013
» ☠ Poderes & Habilidades dos filhos de Thanatos ☠ (Atualizadas 15/01/13)
» ☤ Poderes Ativos e Passivos dos Filhos de Hermes [ATUALIZADO 16/04/12] ☤
» Poderes dos Curandeiros de Asclépio [Sujeito à adição de mais poderes]
» Poderes dos filhos de Deimos [Atualizados em 07/04/2014]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Escola Sobrenatural RPG :: Treinos e poderes :: Poderes-
Ir para: